Weather Forecast

PARTILHAR NA REDE

A paisagem

Photo 01

Pedra Amarela

Do ponto de vista geológico, o Casal de São Simão está perto da separação (quase coincidente com a estrada que liga Penela a Alvaiázere) entre o Litoral, onde predominam os calcários e o interior, constituído fundamentalmente por granitos, xistos e quartzitos.
Integrado no rebordo montanhoso do Maciço Antigo Ibérico, ocorrem vários afloramentos de quartzito que se individualizam na paisagem podendo ser facilmente observados ao redor do Casal de São Simão. Sobejamente conhecidas e exemplo destas formações geológica são as fragas de São Simão onde a ribeira de Alge atravessa a crista do Espinhal, proporcionando um espectáculo majestoso, como descreveu Raul Proença no seu Guia de Portugal, (1ª edição, em 1927) considerando-as como “o que de há de mais belo no País”.
Menos conhecidas, mas fácilmente admiradas de perto por quem percorrer o Percurso Pedestre entre as Ferrarias de São João e o Casal de São Simão, são as Fraga Amarela e a Fraga Vermelha (de acordo com a cor dos líquenes que as forram).

Photo 02

O Casal de São Simão

 

A aldeia está localizada na crista de um monte, rodeada por outros maiores que a protegem do vento.
spacer
INa base de cada vertente, correm ribeiros, a Ribeira de Alge no vale a norte e a Ribeira do Fato a oeste, criando assim condições para a formação de alguma névoa, principalmente ao nascer do sol, bem como uma música tocada pela agia a correr nas pedras que pode ser escutada nas noites serenas do Casal de São Simão.

Photo 03

Floresta da Serra da Lousã

Photo 04

A Desmatação

Já não há muitas áreas cultivadas, excepto alguns terrenos com árvores de fruto. Ainda há algumas oliveiras, que recordam os velhos tempos quando todas as pessoas tinham o seu próprio azeite. Apesar de todo o trabalho para manter os quintais em ordem, uma ou duas vezes por ano, as pessoas do Casal juntam-se para limpar as sebes, os fetos e as silvas à sua volta.
A maior parte da floresta à volta da aldeia é constituída por eucaliptos e pinheiros. Contudo, podem ser observadas pequenas manchas de sobreiros e castanheiros, que são uma boa razão para conhecer detalhadamente este local. Não muito longe (a cerca de 20Km) está a Serra da Lousã com a sua floresta densa de onde por vezes um veado ou um javali se escapa e se aproxima da aldeia.

 

 

As casas

A maioria das casas são feitas com pedra da região, o quartzito, que tem um tom amarelado característico, por vezes mais cinzento ou amarelo claro. Algumas delas mantêm características de outrora como as prateleiras de pedra do lado das janelas, ou as pedras no topo das chaminés. A Capela, na sua maior parte em estilo gótico, foi construída em 1458. Posteriormente em 1678, foi acrescentado um alpendre para receber os donativos dos peregrinos.


O culto ainda continua vivo e, no último domingo de Outubro de cada ano, há a festa em honra de São Simão. Há uma feira com a venda de produtos locais vendidos pelos agricultores, tais como nozes, avelãs e castanhas. Ainda pode ser provado peixe frito ou grelhado (na sua maioria proveniente dos rios circundantes) acompanhado por vinho novo, produzido na região.